sábado, 16 de junho de 2012

6B - As Árvores de Arnaldo Antunes e Jorge Ben Jor.

Informação Ambiental com a Apoema


Rio +20 e Cúpula dos Povos


Zoom na Informação Ambiental

+ sobre a Rio + 20
O que é a Rio+20?


Nesta edição especial sobre "desenvolvimento sustentável" vamos tentar esclarecer sobre os objetivos e expectativas da Rio+20, tendo em vista que as negociações para o documento final da Conferência Rio+20 já estão sendo realizadas.
Vinte anos após a Cúpula da Terra, realizada no Rio em 1992, a Rio+ 20 será mais uma oportunidade de refletir sobre o futuro que queremos para o mundo nos próximos vinte anos.
Nessa conferência, líderes mundiais, milhares de participantes do setor privado, ONGs e outros grupos se reunirão para determinar como é possível reduzir a pobreza, promover a justiça social e a proteção do meio ambiente em um planeta que é cada vez mais habitado.
Segundo Brice Lalonde, esta é uma oportunidade histórica para desenvolver idéias que possam promover um futuro sustentável - um futuro com mais postos de trabalho, com fontes de energia limpa,com mais segurança e com um padrão de vida decente para todos. "O Rio+20 é um dos maiores encontros mundiais sobre o desenvolvimento sustentável do nosso tempo", disse Brice. Fonte: http://www.rio20.info/2012/noticias-2/o-que-e-a-rio20

7 Questões Críticas da Rio+20

EMPREGO
A recessão econômica afetou a quantidade e a qualidade dos empregos. Para os 190 milhões de desempregados e para mais de 500 milhões que estão à procura de emprego nos próximos 10 anos, os mercados de trabalho são vitais não só para a produção e geração de riqueza, mas também para a sua distribuição. Ação econômica e políticas sociais para criar trabalho remunerado são fundamentais para a coesão e estabilidade sociais. É também crucial que o trabalho seja orientado para as necessidades do ambiente natural. "Empregos verdes" são vagas na agricultura, indústria, serviços e administração que contribuem para a preservação ou restauração da qualidade do meio ambiente.

ENERGIA
A energia é um ponto central para quase todos os grandes desafios e oportunidades que o mundo enfrenta hoje. Seja para trabalho, segurança, mudança climática, produção alimentar ou aumento da renda, o acesso à energia é essencial a todos. Energia sustentável é necessária para fortalecer economias, proteger ecossistemas e alcançar a equidade. O Secretário-Geral das Nações Unidas Ban Kimoon está liderando a iniciativa Energia Sustentável para Todos para garantir o acesso universal a serviços energéticos modernos, melhorar a eficiência e aumentar o uso de fontes renováveis.

CIDADES
As cidades são centros para idéias, comércio, cultura, ciência, produtividade, desenvolvimento social e muito mais. Permitir que as pessoas avancem social e economicamente está entre as melhores coisas nas cidades.
ZOOM
No entanto, muitos desafios existem para manter as cidades de uma forma que continuem a criar empregos e prosperidade, sem exaurir terras e recursos. Desafios comuns das cidades incluem congestionamentos, falta de recursos para fornecer serviços básicos, a falta de moradia adequada e infraestrutura em declínio. Os desafios enfrentados pelas cidades podem ser superados de uma forma que lhes permitam continuar a prosperar e crescer, melhorando a utilização dos recursos e reduzindo a poluição e pobreza.

ALIMENTAÇÃO
É hora de repensar a forma como nós cultivamos, compartilhamos e consumimos os nossos alimentos. Caso feitos corretamente, a agricultura, silvicultura e pesca podem proporcionar alimentos nutritivos para todos e gerar rendas decentes, apoiando, ao mesmo tempo, o desenvolvimento rural centrado nas pessoas e a proteção ao meio ambiente. Mas agora, nossos solos, água doce, oceanos, florestas e biodiversidade estão sendo rapidamente degradados. A mudança climática está colocando ainda mais pressão sobre os recursos nos quais dependemos.
Uma mudança profunda no sistema alimentar e na agricultura mundial é necessária se quisermos alimentar os atuais 925 milhões de famintos e os 2 bilhões de pessoas esperadas até 2050. O setor de alimentos e agricultura oferece soluções chave para o desenvolvimento, e é central para erradicação da fome e da pobreza.

ÁGUA
Água limpa e acessível a todos é uma parte essencial do mundo em que queremos viver. Há água doce
suficiente no planeta para realizar este sonho.
Mas, devido à crise econômica ou infra-estrutura deficiente, todos os anos milhões de pessoas, a maioria
delas crianças, morrem de doenças associadas à falta água, esgotamento sanitário e de higiene. Escassez de água, má qualidade da água e saneamento inadequado impactam negativamente a segurança alimentar, as escolhas de subsistência e as oportunidades educacionais para as famílias pobres em todo o mundo. A seca atinge alguns dos países mais pobres do mundo, agravando a fome e a desnutrição. Até 2050 pelo menos uma em cada quatro pessoas provavelmente viverá em um país afetado por escassez crônica ou recorrente de água potável.

OCEANOS
Os oceanos do mundo - sua temperatura, química, correntes e vida - impulsionam sistemas globais que
tornam a Terra habitável para a humanidade. Nossa água da chuva, água potável, tempo, clima, litorais, grande parte da nossa alimentação, e até mesmo o oxigênio do ar que respiramos são, em última análise, todos fornecidos e regulados pelo mar. Ao longo da história, oceanos e mares têm sido canais vitais para o comércio e transporte. A gestão cuidadosa deste recurso global essencial é uma característica chave de um futuro sustentável.

DESASTRES
Catástrofes causadas por terremotos, inundações, secas, furacões, tsunamis e outros, podem ter impactos devastadores sobre as pessoas, ambientes e economias. Mas a resiliência - a capacidade de pessoas e lugares para resistir a estes impactos e se recuperar rapidamente - continua a ser possível. Escolhas inteligentes ajudam-nos a recuperarmos de desastres, enquanto más escolhas nos tornam mais vulneráveis. Estas escolhas estão relacionadas a como nós cultivamos a nossa comida, onde e como construímos nossas casas, como funciona o nosso sistema financeiro, o que ensinamos nas escolas e muito mais. Com um ritmo acelerado de desastres naturais, acarretando uma perda maior de vidas e propriedades, e um maior grau de concentração de assentamentos humanos, um futuro inteligente significa planejar com antecedência e ficar alerta.
Fonte: http://www.rio20.info/2012/7-questoes-criticas-da-rio20


Cúpula dos Povos

O que é?
A Cúpula dos Povos na Rio+20 por Justiça Social e Ambiental é um evento organizado pela sociedade civil global que acontecerá entre os dias 15 e 23 de junho no Aterro do Flamengo, no Rio de Janeiro – paralelamente à Conferência das Nações Unidas sobre Desenvolvimento Sustentável (UNCSD), a Rio+20. 

Por quê?
Rio+20 oficial marca os vinte anos da Conferência das Nações Unidas sobre Meio Ambiente e Desenvolvimento (Rio 92 ou Eco 92). Nestas duas décadas, a falta de ações para superar a injustiça social ambiental tem frustrado expectativas e desacreditado a ONU. A pauta prevista para a Rio+20 oficial – a chamada “economia verde” e a institucionalidade global – é considerada por nós como insatisfatória para lidar com a crise do planeta, causada pelos modelos de produção e consumo capitalistas. Para enfrentar os desafios dessa crise sistêmica, a Cúpula dos Povos não será apenas um grande evento. Ela faz parte de um processo de acúmulos históricos e convergências das lutas locais, regionais e globais, que tem como marco político a luta anticapitalista, classista, antirracista, antipatriarcal e anti-homofóbica. Queremos, assim, transformar o momento da Rio+20 numa oportunidade para tratar dos graves problemas enfrentados pela humanidade e demonstrar a força política dos povos organizados. “Venha reinventar o mundo” é o nosso chamado e o nosso convite à participação para as
organizações e movimentos sociais do Brasil e do mundo. A convocatória global para a Cúpula será realizada durante o Fórum Social Temático (www.fstematico2012.org.br), em 28 de janeiro, em Porto Alegre (RS).  O Fórum deste ano é, aliás, preparatório para a Cúpula

Como?
O Comitê Facilitador da Sociedade Civil para a Rio+20 (CFSC) está preparando o desenho da Cúpula dos Povos e do território que ocuparemos no Aterro do Flamengo. O espaço será organizado em grupos de discussão autogestionados, na Assembleia Permanente dos Povos e num espaço para organizações e movimentos sociais exporem, praticarem e dialogarem com a sociedade sobre suas experiências e projetos, chamado de Territórios do Futuro. As ações da Cúpula estarão todas interligadas. 

A ideia é que a Assembleia Permanente dos Povos – o principal fórum político da Cúpula, se organize em torno de três eixos e debata as causas estruturais da atual crise civilizatória, sem fragmentá-la em crises específicas – energética, financeira, ambiental, alimentar. Com isso, esperamos afirmar paradigmas novos e alternativos construídos pelos povos e apontar a agenda política para o próximo período. Os três eixos são: denúncia das causas estruturais das crises, das falsas soluções e das novas formas de reprodução do capital, soluções e novos paradigmas dos povos e estimular organizações e movimentos sociais a articular processos de luta anticapitalista pós-Rio+20. Para entender melhor como eles organizam as atividades da Cúpula. 

Quando?
Por isso, o território da Cúpula dos Povos será organizado de forma livre da presença corporativa e com base na economia solidária, agroecologia, em culturas digitais, ações de comunidades indígenas e quilombolas. Esse encontro da cidadania, que também contará com atrações culturais, ficará aberto até o fim da Cúpula, no dia 23.


O portal ((O ECO)) selecionou melhores sites para acompanhar a Rio + 20. Acesse: http://migre.me/9sdSHInformativo elaborado por: Projeto Apoema: www.apoema.com.brEdição: Berenice Gehlen Adams Jornalista Resp.- Alice Gehlen Adams
Mtb 12690
Contato: bere@apoema.com.br
Participe, envie sugestões ou conte sua experiência!

CIRANDA APOEMA:
www.apoema.com.br
www.revistaea.org
www.amigosdanatureza.net
Http://projetoapoema.blogspot.com/


Fonte: http://cupuladospovos.org.br/o-que-e/


Cúpula dos povos e Rio + 20





PROPOSTAS APRESENTADAS NA CONFERÊNCIA BUSCAM SUSTENTABILIDADE PARA A AGRICULTURA E APRESENTAM TECNOLOGIAS


Rio de Janeiro  - A reunião de governos e da sociedade civil de vários países na Conferência das Nações Unidas sobre Desenvolvimento Sustentável, a Rio+20, começou esta manhã (13) a discutir os caminhos que devem ser adotados para atender a crescente população no mundo, sem que a produção de mais alimentos e a demanda maior por água e energia, por exemplo, signifiquem mais prejuízos ao meio ambiente, principal fonte geradora desses recursos.
A presidente Dilma Rousseff, que abriu o Pavilhão do Brasil, em seu discurso, lançou um alerta sobre a necessidade de compromisso entre todos os países para alcançar metas de desenvolvimento sustentável, principalmente as nações desenvolvidas que enfrentam crise em suas economias. "Consideramos que a sustentabilidade é um dos eixos centrais da nossa convicção de desenvolvimento", disse.
O interesse do País se justifica, principalmente, por ser um dos maiores produtores de alimentos do mundo. E, as propostas apresentadas na conferência buscam o estabelecimento de padrões sustentáveis para a agricultura, com o uso de fertilizantes orgânicos e o controle biológico de pragas, o que poderia preservar solos e recursos naturais. Isso garantiria algumas das riquezas que o Brasil ainda tem em abundância.
Entre as sugestões, estão tecnologias já desenvolvidas pela Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa), que podem ser associadas ao reflorestamento de algumas áreas nas propriedades rurais e a proteção de recursos hídricos. Desta forma, melhorando as condições de trabalho, a natureza se encarregaria de oferecer ainda melhor potencialidade para as práticas agrícolas.
                                                                                                                                


                                                                         

E na Cúpula dos Povos:

Na Cúpula dos Povos, sociedade civil discute futuro do planeta

PARALELO A CONFERÊNCIA DAS NAÇÕES UNIDAS, QUE SE INICIA AMANHÃ, DEBATES SE INICIAM NO ATERRO DO FLAMENGO


Agência Brasil

Rio de Janeiro  - Uma nova forma de viver no planeta será o foco das discussões de representantes da sociedade civil, de organizações e movimentos sociais durante a Cúpula dos Povos na Rio+20 por Justiça Social e Ambiental, de 15 a 23 de junho. Os debates, no Aterro do Flamengo, ocorrerão paralelamente à Conferência das Nações Unidas sobre Desenvolvimento Sustentável, a Rio+20.
Em 20 de junho será comemorado o Dia da Mobilização Internacional e estão programadas várias manifestações. A principal ocorrerá no Rio, mas há também protestos organizados em outras cidades. Na capital fluminense, a concentração será no centro da cidade.No entanto, vários temas serão debatidos nas plenárias durante a Cúpula dos Povos, como os direitos por justiça social e ambiental, a defesa dos bens comuns contra a mercantilização da natureza, a soberania alimentar e a energia, as indústrias extrativas, outra economia e novos paradigmas para a sociedade.
Na Assembleia dos Povos, quando será definido o documento final da cúpula, os eixos são as causas estruturais da crise econômica internacional e as falsas soluções, soluções e novos paradigmas dos povos e a agenda de lutas e campanha. Ao longo dos oito dias de discussões na cúpula, haverá ainda uma série de eventos culturais.

Eco-escola em garrafas pet


Eco-escola em garrafas pet





Eco-Escola em garrafas PET

Foi construída em San Pablo, nas Filipinas, uma escola feita com garrafas plásticas reutilizadas. O projeto foi criado por Illac Diaz junto a MyShelter Foundation (Fundação Meu Abrigo) e deu origem a primeira escola feita com garrafas pet da Ásia.


Que belo exemplo!!!!!!

Conheça a Cúpula dos Povos: o futuro já começou

sexta-feira, 15 de junho de 2012

Casa Orgânica de Yuri e Vera sanada: http://casaorganica.org.br/?cat=3&paged=2


Plantando grama na frente da garagem.

Postado por  em mai 11, 2012 em CONSTRUÇÃO | 0 Comentários
Plantando grama na frente da garagem.
Com o progresso das obras, estamos até plantando grama na entrada da garagem. Amanhã, sábado dia 11 de maio de 2012, receberemos um pessoal ilustre. O pessoal da prefeitura de Joanópolis vai trazer os 30 membros da cooperativa local de reciclagem. Deles comprarmos parte do material que usamos na casa, como latinhas e garrafas PET. E as obras continuam, agora na fase de instalação de...
Read More

Gato a espreita!

Postado por  em mai 3, 2012 em CONSTRUÇÃO | 0 Comentários
Gato a espreita!
Todos os dias tem novidade, pois é uma obra que está sendo construída com muito carinho e principalmente atenção do Yuri e do gato Marauder, que todos os dias fica vigiando o andamento. A pia da cozinha e a mureta do filtro biológico já estão cobertas de massa. Imagina que embaixo tem latinhas e pneus! Hoje está assim, mas antes do feriado estava como a última...
Read More

Filtro biológico da cozinha

Postado por  em abr 30, 2012 em CONSTRUÇÃO | 1 Comentário
Filtro biológico da cozinha
A mureta do filtro biológico da cozinha está sendo feita de latinhas. Daqui a alguns dias colocaremos vários tamanhos de pedras, areia e terra e poderemos plantar. A pia da cozinha também está sendo montada. A parede que vai da sala para os quartos foi fechada com os pontaletes que usamos para suportar na laje de garrafa PET, pois a ideia é deixarmos pronto um quarto, banheiro, cozinha, sala e churrasqueira para podermos mudar e continuarmos preparando os demais ambientes. A janela da sala que foi mostrada pelo lado de fora na matéria anterior, pode ser vista pelo lado de dentro já...
Read More

Primeira árvore no filtro biológico externo

Postado por  em abr 25, 2012 em CONSTRUÇÃO | 0 Comentários
Primeira árvore no filtro biológico externo
Ganhamos uma muda de bananeira da Fátima e do Sérgio Cordaro, nossos vizinhos. Plantamos na floreira em frente a janela da cozinha. Nessa floreira localiza-se um dos filtros biológicos, isso quer dizer que a bananeira irá ajudar a filtrar a água. Mais latinhas foram colocadas na janela da sala. Agora faltam os acabamentos e os vidros. A grade da sala também foi colocada. Vamos ver mais tarde como ficará pronta. Uma parede de garrafas está em construção. Estou curiosa para ver como ficará no final. Todos os dias novidades estão surgindo e nada é...
Read More

Dia de gravação

Postado por  em abr 23, 2012 em CONSTRUÇÃO | 0 Comentários
Dia de gravação
Matéria sobre a Casa Orgânica irá veicular na TV Vanguarda, a maior afiliada da rede Globo, no dia 04 de Maio as 11h50. A jornalista Marcela Mesquita entrevistou Vera e Yuri Sanada, e demonstrou surpresa com o reaproveitamento de material. Alesson que está na obra desde o começo falou um pouco sobre as diferenças entre trabalhar na construção civil convencional e na Casa Orgânica. Quem não tem a TV Vanguarda poderá conferir a matéria a partir do dia 04 no site http://www.vnews.com.br No final de semana tiramos os pontaletes que seguravam a laje. Confirmamos que a laje de pet...


E chega o padrão!

Postado por  em abr 19, 2012 em CONSTRUÇÃO | 0 Comentários
E chega o padrão!
Energia para todos, e para a casa Orgânica ainda vai chegar! Hoje colocamos o padrão de energia, o sistema é trifásico, para que tenhamos energia suficiente para quando o estúdio da produtora estiver funcionando. Agora devemos aguardar para que a companhia de energia venha ligar. Recebemos novos amigos que vieram conhecer a obra. Eles pretendem construir uma casa sustentável e vieram conhecer o sistema da Casa Orgânica. O sistema de captação de água de chuvas do teto verde está sendo preparado. Ao invés de usarmos calhas, colocamos canos, pois o teto verde de laje de Pet já...
Read More

E as portas se fecham

Postado por  em abr 17, 2012 em CONSTRUÇÃO | 0 Comentários
E as portas se fecham
Começamos a preparar as portas. Hoje instalamos o portão de ferro da sala. Entre um ajuste e outro, as portas estão sendo colocadas. Olhando assim, é difícil acreditar que as paredes são feitas de pneus inservíveis inteiros. Elas estão ficando lisas e retas. As grades, portas e janelas foram doadas pelo Roberto da Outex. Um lastro está sendo colocado nas janelas ou gaiutas, que abrem então por gravidade. Acima ainda vai ser instalado vidros no lugar da placa de tetrapak. É um sistema simples e de fácil fechamento e abertura. A mureta do filtro biológico externo, que vai...
Read More

Segunda da latinha

Postado por  em abr 16, 2012 em CONSTRUÇÃO | 0 Comentários
Segunda da latinha
A segunda-feira começou com a colocação de latinhas em vários locais da Casa Orgânica. Final de semana acabou e resultaram várias latinhas. As latinhas estão sendo colocadas onde será o box do chuveiro do banheiro próximo a cozinha. Também está sendo feita a muretinha da torneira e futura ducha fria com as latinhas do final de semana. Esta é a mureta da floreira, onde fica um dos filtros biológicos. Uma das janelas, ou gaiutas, está sendo  preparada. O reboco do quarto próximo a cozinha está quase finalizado. O reboco das paredes da sala devem ficar prontos até o...
Read More

Felicidade é ter grama no teto

Postado por  em abr 14, 2012 em CONSTRUÇÃO | 0 Comentários
Felicidade é ter grama no teto
O teto vivo leve da Casa Orgânica é coberto por material orgânico, juntado pelos vizinhos Sergio e Fátima de seu próprio quintal. Nosso gato Marauder não espera nem ele ser completado para testar o ambiente novo e ajudar a adubar o teto. Teto já coberto, e ferramentas para fazer a cobertura das clarabóias. Chegada das placas de grama da espécie esmeralda. Nivelando a terra que cobre a laje para receber as placas. Quem mais se divertiu foi mesmo o Marauder, que não parava de rolar na grama. Teto Vivo da Casa Orgânica recebendo as placas de grama esmeralda. O dono da...
Read More

Teto Vivo começando a ser construído.

Postado por  em abr 10, 2012 em CONSTRUÇÃO | 0 Comentários
Teto Vivo começando a ser construído.
Enquanto a sala está recebendo a última camada de preenchimento com barro e palha, o  teto também vai sendo preparado. Serão dois tipos de tetos vivos, um para laje, que pode receber mais carga, e outro leve, sobre armação de caibros de madeira, placas de caixas de leite recicladas, e fibra de vidro com epóxi. Após impermeabilizar os tetos, foi aplicada camada de plástico, britas para a água escorrer, e tecido geotextil para sugar a água excedente para o escoamento. Após fazermos a instalação, choveu forte, parece que para dar chance de testar o sistema. Funciona mesmo,...
Read More

Visita do fotógrafo Renato Soares

Postado por  em abr 9, 2012 em CONSTRUÇÃO | 0 Comentários
Visita do fotógrafo Renato Soares
Neste feriado de Páscoa, a construção da Casa Orgânica recebeu a visita do fotógrafo profissional Renato Soares que fotografou vários detalhes. Pudemos ver de outro ângulo as dimensões do projeto. As fotos do Renato serão publicadas no livro sobre a casa, que será lançado em breve. Como o feriado foi movimentado no condomínio, os amigos e vizinhos deixaram muitas latinhas e garrafas que estão servindo de ” tijolos” na obra. Começamos a fazer uma mureta no quintal, fechando o filtro biológico para as águas negras. Após atingir a altura desejada, o filtro, que...

terça-feira, 12 de junho de 2012

Mosquito da dengue :http://pegueinarede.blogspot.com.br/?spref=fb


TERÇA-FEIRA, 3 DE JANEIRO DE 2012


Plante Nim (Azadirachta indica) e espante o mosquito da dengue



















O que é Nim?
O nim (Azadirachta indica) é uma planta originária da Índia, trazida para o Brasil em 1992. Trata-se de uma árvore de crescimento rápido, que em poucos anos, atinge mais de 10 metros de altura. Produz os seus primeiros frutos entre 3 e 5 anos depois do plantio. Nas condições dp Nordeste chega a produzir frutos 2 vezes por ano.
Ele se desenvolve bem em regiões semi-áridas, por ser resistente à seca e suportar temperaturas elevadas, adaptando-se facilmente a diferentes tipos de solos. As susbstâncias encontradas no Nim funcionam como repelentes e, quando aplicadas diretamente no inseto podem matar ou provocar alterações genéticas. Insetos atingidos pelo Nim, ao se reproduzirem, geram insetos com o corpo defeituoso, de menor tamanho, com baixa capacidade de alimentação e de reprodução, diminuindo assim a produção da praga.

Defensivo natural
O nim traz grandes benefícios para o agricultor ou agricultura. Suas folhas e sementes podem ser usadas na defesa natural contra muitas pragas e doenças de plantas e também de animais. Controla lagartas, gafanhotos, besouros, pulgões, ácaros, mosca branca, bicudo do algodoeiro e pragas de grãos armazenados. Também controle nematóides e algumas doenças de fungos. No tratamento de animais é usado como carrapaticida e como vermífugo. Não é tóxico ao ser humano, mamíferos em geral, pássaros e peixes.

Produção de madeira
As plantas de nim quando adultas, dão sombra, fornecem madeira de grande qualidade para móveis, mourões e estacas, por serem resistentes ao cupim. Também são usadas na recuperação de solos degradados.

Industrialização
Das sementes do nim, extrai-se um óleo, que atualmente é muito procurado pelas indústrias, para a fabricação de defensivos de plantas e de diversos medicamentos de uso humano e animal. É também utilizado para produção de cremes para pelo, xampus, sabonetes e creme dental.

Preparação caseira de defensivos
Os defensivos à base de nim podem ser obtidos tanto das folhas quanto das sementes e são de fácil preparo. As folhas dever secadas à sombra e depois trituradas em uma máquina forrageira, para a obtenção do pó. Este pó é colocado de molho de um dia para o outro, depois coado em um pano, resulta em uma calda que pode ser aplicada contra pragas de plantas e animais. As sementes devem ser pisadas em um pilão para a retirada de cascas. Em seguida deve-se acrescentar um pouco d'água e continuar pisando até obter uma pasta. Continuando-se a pisar começa a escorrer um azeite. É esse azeite que, misturado com água, é usado no controle de pragas de plantas e animais.
Fonte: Esplar Centro de Pesquisa e Assessoria


Nim nas ruas de Maringá

Nim, plantado em 2009, foi a árvore escolhida para ocupar a calçada ecológica mantida por uma empresa de andaimes, em Maringá-PR. - O Caldo









Árvore de origem asiática ajuda a combater o mosquito da dengue

O nim, uma árvore de origem asiática, está ajudando a combater o mosquito da dengue, no Piauí. As folhas possuem uma substância inseticida que afasta os insetos.

A árvore já está em quase todos os bairros. O professor Francisco Leal, da Universidade Federal do Piauí, que há 11 anos desenvolve pesquisa sobre a planta, explica que o nim possui substâncias naturais na seiva. "O mosquito não gosta do doce e da seiva dessa planta. Ela inibe a alimentação e diminui o crescimento dos insetos e a reprodução", diz o pesquisador Francisco Leal.

A popularização do nim começou em Teresina em 2010. Os viveiros públicos passaram a produzir e a doar mudas da árvore. Em um ano, foram doadas 20 mil mudas.

A prefeitura também está doando mudas de citronela, outra planta de origem asiática com ação repelente. "Uma pulseira de citronela tem o efeito de repelir num raio de 50 metros quadrados qualquer inseto que esteja próxima dela", esclarece Claudiney Feitosa, gerente Meio Ambiente.

Aprenda uma receita de repelente natural de citronela:
Ingredientes:
- 500ml de água
- 100 gamas de folha de citronela picada
- 30ml de álcool

Preparo:
Em um liquidificador, coloque a água e metade das folhos da citronela, bata por cerca de 3 minutos. Depois a mistura deve ser coada e usada para bater o restante das folhas, também por 3 minutos. Em seguida, é preciso coar novamente a mistura para acrescentar o álcool. Continue batendo por 1 minuto e está pronto.
Fonte: Jornal Hoje